Home Sem categoria DA PORTA PARA DENTRO

DA PORTA PARA DENTRO

Claudio Ernani Ebert (12/04/2017)

Ser um discípulo autêntico dentro de casa

 

 “Chegou a Derbe e depois a Listra, onde vivia um discípulo chamado Timóteo. Sua mãe era uma judia convertida e seu pai era grego. Os irmãos de Listra e Icônio davam bom testemunho dele” (Atos 16.1-2).

 

INTRODUÇÃO

Provavelmente, a maioria dos cristãos tem em sua cabeça que ser um discípulo tem a ver com a igreja, com a participação de programas semanais, com a contribuição regular em sua comunidade, com cânticos de louvor e outros detalhes ainda.

Mas, na essência, é isso mesmo que é ser um discípulo de Cristo?

A definição simples da palavra discípulo é essa:

Discípulo = mathetês (μαθητης).

“A palavra discípulo se refere a um estudante ou aprendiz. Nos dias de Jesus, os discípulos seguiam seu rabi (que significa “mes­tre”) para onde ele fosse aprendendo com seu ensino e sendo instruídos a fazer o que ele fizesse. Basicamente, o discípulo é um seguidor”.

Somos seguidores de Jesus Cristo também “Da Porta Para Dentro de Casa”.

  • Somos discípulos de Cristo também quando fazemos nossas refeições.
  • Somos discípulos também quando dormimos.
  • Somos discípulos também quando acordamos de manhã.
  • Somos discípulos quando conversamos com nosso cônjuge em casa.
  • Somos discípulos quando cozinhamos, lavamos e passamos roupa, limpamos a casa e lavamos a louça.
  • Somos discípulos quando assistimos a televisão e quando vemos filmes na madrugada.
  • Somos discípulos quando lemos revistas e jornais.
  • Somos discípulos quando os pais viajam e ficamos sozinhos em casa.
  • Somos discípulos quando o cônjuge viaja.

Lembro que estive sozinho, hospedado num hotel em Miami, EUA. Depois de 17 dias de intensas atividades, viajando literalmente de Sul a Norte e de Leste a Oeste do país, pregando por 35 vezes, em 35 lugares, ainda precisava participar de um Congresso na Costa Rica. Mas o Congresso só aconteceria em 5 dias e eu tinha que ficar em algum lugar para o tempo passar. Me colocaram num hotel de alto padrão, uma suíte de muito confortável, que tinha todos os recursos de lazer disponíveis.  Lá estava eu, diante de uma TV de 50 polegadas, com disposição de centenas de canais que incluíam praticamente tudo. Eu estava cansado. Eu estava fraco. Eu estava fragilizado. Mas eu era um discípulo de Jesus Cristo ali também. Fui tentado, mas firmei meu propósito de continuar sendo um discípulo de Cristo. Como eu estava num andar bem elevado do Hotel, havia uma sacada que me fornecia uma vista fantástica: havia um hipódromo que funcionava 24 horas ao dia, com incessantes corridas de cavalos. Como eu gosto muito de cavalos, sentava na sacada e assistia muitas corridas várias vezes ao dia. Mas, se não tivesse algo que favorecesse? Ainda assim eu teria de ser um discípulo.

Como é sua vida de discípulo da

Porta para Dentro?

Um discípulo é sempre um discípulo porque ele compreende os princípios do verdadeiro discipulado.

  1. Supremo amor por Jesus

“Então o senhor disse ao servo: ‘Vá pelos caminhos e valados e obrigue-os a entrar, para que a minha casa fique cheia. Eu lhes digo: nenhum daqueles que foram convidados provará do meu banquete’”. Uma grande multidão ia acompanhando Jesus; este, voltando-se para ela, disse: “Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo. E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo. “Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la?
Pois, se lançar o alicerce e não for capaz de terminá-la, todos os que a virem rirão dele, dizendo: ‘Este homem começou a construir e não foi capaz de terminar’. “Ou, qual é o rei que, pretendendo sair à guerra contra outro rei, primeiro não se assenta e pensa se com dez mil homens é capaz de enfrentar aquele que vem contra ele com vinte mil? Se não for capaz, enviará uma delegação, enquanto o outro ainda está longe, e pedirá um acordo de paz. Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo” (Lucas 14.23-33)
.

  • Se você é um discípulo, você aceita o convite com amor.
  • Se você é um discípulo, você ama Jesus mais do que todos e do que tudo, mais até do que sua própria vida – seu cônjuge, seus filhos e seus pais precisam ver isso.
  • Se você é um discípulo você carrega, você assume a sua cruz e segue Jesus – cruz é identificação com o Senhor, mesmo dentro de casa. Lembre-se: a cruz é sua, não é a de Jesus, pois a dele, ele já carregou, e o fez muito bem.
  • Se você é um discípulo, você calcula o custo do discipulado – seu cônjuge, seus pais e seus filhos precisam saber desse custo que você assume.
  • Ser Se você é um discípulo, entra na guerra com cálculos de combate – um discípulo sabe no que está entrando. 
  1. Abnegação (submissão incondicional)

“Então Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.” (Mateus 16.24).

  • Se você é um discípulo você renuncia a tudo o que Deus pede a você e segue a Jesus – sua família precisa saber disso – de fato.
  1. Muito fruto

“Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos.” (João 15. 8).

  • Se você é um discípulo, você produz frutos – discípulos são operantes agentes de Deus na sociedade – deixam suas marcas – também diante da família.
  1. Ardente amor por todos que pertencem a Cristo

“Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros” (João 13.34-35).

“Agora que vocês purificaram as suas vidas pela obediência à verdade, visando ao amor fraternal e sincero, amem sinceramente uns aos outros e de todo o coração”(1 Pedro 1.22).

  • Se você é um discípulo, você ama os outros discípulos.
  • Se você é um discípulo, entende que precisa conviver em amor com os outros discípulos.
  • Se você é um discípulo, o amor não acabou e você continua amando seu cônjuge e seus filhos, e seus pais. 
  1. Perseverança na Palavra de Deus

“Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: “Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará” (João 8.31-32).

  • Se você é um discípulo, você ama a Palavra de Deus, e por amar, você permanece na Palavra de Deus.
  • Se você é um discípulo você não vende seus valores, não troca seus fundamentos, não negocia seus princípios e não abandona sua fé original.

CONCLUSÃO

Se você é um discípulo, você vive uma vida de segurança e de equilíbrio, andando com fé e se movendo pela fé. Sua vida tem projetos claros para colaborar com o Reino de Deus por meio de seu envolvimento. Sua família precisa saber disso e precisa ver isso.

Se você é um discípulo de Cristo, de verdade, genuíno, você o é “Da Porta pra Dentro” também.Da porta pra dentro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *