Home Restauração

Restauração

A necessidade de Restauração pressupõe que houve alguma situação anterior com marcas de deterioração, desgaste, abuso, destruição, culpa, abandono, descuido ou negligência, entre outras marcas. Se alguém precisa de Restauração é porque algo aconteceu ou está acontecendo em seu mundo interior, relacional ou mesmo físico.

 

A boa notícia é que as marcas das experiências vividas não determinam totalmente quem somos e nem eliminam radicalmente as possibilidades para novas mudanças, processos e conquistas. Mesmo que tenham sido vivenciadas situações traumáticas em alguma fase da vida em que não havia força nem autonomia para mudar os impasses negativos e que suas consequências ainda são sentidas intensamente na atualidade, isso não significa uma determinação de fracasso e sofrimento até o fim da vida. Obviamente não é possível viajar no tempo para mudar o nosso passado e nem desfazer os males que nos foram imputados na infância ou em qualquer outra época da vida. No entanto, é possível, a partir do momento atual, ressignificar as vivências, elaborar as emoções e sentimentos, reorganizar estruturas de relacionamentos disfuncionais e desenvolver novas formas de ver a Deus, a vida, o mundo, os outros e a si próprio. Dessa forma, é possível mudar e reconquistar a integridade que pode estar ameaçada ou até mesmo perdida, a partir do tempo em que se está vivendo. O desafio é ultrapassar ou minimizar marcas doloridas e seguir vivendo harmoniosamente com a nossa história. Dessa forma podemos amadurecer enquanto avançamos construindo um sentido de vida que harmoniza a nossa existência com a relação com Deus e as pessoas a nossa volta.

 

A Igreja de Cristo é formada por pessoas preciosas, que foram compradas por um alto preço e que são profunda e incondicionalmente amadas por Deus. Ele mesmo está interessado em dar vida, e vida em abundância (João 10.10 – NVI). Deus se importa a tal ponto de dizer: “’Farei cicatrizar o seu ferimento e curarei as suas feridas’, declara o Senhor (…)” (Jeremias 30.17 – NVI).  Ele se importa com nossa história e nossas dores. E mesmo que tenhamos feito algo reprovável ele promove amorosamente o seu perdão para as nossas culpas e nos ajuda a superá-las. Tristezas, mágoas, depressões, angústias, culpas e remorsos são, por vezes, sentimentos e atitudes que podem ser vencidos pela graça de Deus por meio de intervenção espiritual e psicológica consciente e adequadamente aplicada.

 

Deus nos oferece a oportunidade de juntos refletirmos, estudarmos e conversarmos pessoalmente ou por meio de programas coletivos especialmente planejados e preparados para isso.

 

Restauração é vida nova, Restauração é liberdade.